11 de setembro de 2017

Associação Comercial defende operação da Receita Federal contra o comércio ilegal no centro de SP

São Paulo, 11 de setembro de 2017. O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Alencar Burti, apoia a operação feita hoje pela Receita Federal, em conjunto com outros órgãos públicos, para combater o comércio ilícito na região central da capital paulista.

“Essas atividades ilegais, além de prejudicarem empresas concorrentes que seguem a legislação cabível, prejudicam todo o País, pois não coletam os impostos devidos. Além disso, prejudicam os consumidores, ao não atenderem a requisitos mínimos de qualidade dos produtos”, comenta Burti.

Há 122 anos, a ACSP defende a livre-iniciativa e o empreendedorismo, sempre sob os limites da lei. Mais do que isso, a entidade tem criado diversos produtos e serviços para facilitar e desburocratizar a vida do empresário justamente com o intuito de tornar mais ágil e prático o cumprimento da legislação.

A Receita Federal estimou a apreensão de 800 toneladas de mercadorias irregulares. Se isso for confirmado, o valor das apreensões deve atingir a marca de R$ 300 milhões.

Mais informações:
Renato Santana de Jesus
Assessoria de Imprensa
rjesus@acsp.com.br
(11) 3180-3220 / plantão (11) 97497-0287  

Sobre a ACSP: A Associação Comercial de São Paulo (ACSP), em seus 122 anos de história, é considerada a voz do empreendedor paulistano. A instituição atua diretamente na defesa da livre iniciativa e, ao longo de sua trajetória, esteve sempre ao lado da pequena e média empresa e dos profissionais liberais, contribuindo para o desenvolvimento do comércio, da indústria e da prestação de serviços. Além do seu prédio central, a ACSP dispõe de 15 Sedes Distritais, que mantêm os associados informados sobre assuntos do seu interesse, promovem palestras e buscam soluções para os problemas de cada região.